segunda-feira, 16 de julho de 2007

Peixes



"Apelo confuso de redenção e escapismo:
dualidade dilacerante emocional,
antena parabólica constante de todo o astral
e misticismo.
Fuga fuga contradição evidência,
e por milagre se mantém à tona.
Batem-lhe a porta, é o diabo,
e eis que deus lhe telefona:
nadando entre o abismo e a nuvem mais alta nos ceús,
com um pé na transcendência
e outro num charco de ateus.
Isco ou Cristo,
ser nascido duas vezes é a sua maior prova.
É por dentro o caminho viável,
e no silêncio se renova:
para fugir ao mundo insuportável,
ou para sua própria desova."





Por Nuno Michaels

1 comentário:

Carmen Ferreira disse...

Olá Pedro!
Além de retribuir o simpático comentário na minha casinha, aproveitei para espreitar a tua! E que bela surpresa!!
Parabéns pelo trabalho!! Belissimo e inspirador!!

Um beijo